Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ANTES TARDE DO QUE NUNCA


ANTES TARDE DO QUE NUNCA!

O ponteiro não se detém
Marcam as horas ausentes.
A vida passa, nada tem graça
Meu querer além
E além
Não sou ninguém.
Quero existir, fluir,
Sentir.
Daquela culpa me redimir,
Deixar a vida partir sem resistir!






Arrancou do meu peito o sentir
Meu coração levou contigo
Desprezo, faca afiada a ferir
Eu não merecia tal castigo

Vivi um tormento, aos pesadelos
Sonho ruim me despertou quando morri
Logo existi e não vivi, padeci
Meu destino ficou ao flagelo

Desta culpa vou me redimir
Não mais irei me iludir
Cansei de viver em detrimento

Contigo aprendi a me amar
Das amarras vou me libertar
E solenemente enterrar o sofrimento!



Tânia Mara Camargo
Enviado por Tânia Mara Camargo em 25/08/2007
Código do texto: T623679
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Tânia Mara Camargo
Jundiaí - São Paulo - Brasil, 60 anos
508 textos (17638 leituras)
7 áudios (418 audições)
1 e-livros (32 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 01:51)
Tânia Mara Camargo