Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DEVORADORA

não preciso das migalhas do seu mundo
infame, devorador e imundo
mormaço é o seu espaço,
deixei de fumar, joguei fora o maço....

Eu bebo mas não babo,
não vou preso por que não tenho rabo,
peso na consciência, nada, nem chifres,
pule fora, trombe com outro, sem chiliques...

Despedida, tarda mas não falha,
você, quando menos se espera, não faz nada
impossível, não suporto mais as suas carteiradas
nada dá, nada sustenta, tudo é pouco,
haja lucro, pulo, trampo e suborno....

Final, capital, animal,
sou partidário a não-violência,
mas se continuar este ritual
vou partir para o quebra pau...

tô fora..xô coisa ruim... pula fora
fique longe de mim.. vá embora..
pisou nas minhas margaridas..
destruiu todas as minhas esperanças...
matou a minha liberdade.
acabou com o meu caminho
quando disse que era do vizinho as minhas  crianças.....
 
Marcelo Antigo
Enviado por Marcelo Antigo em 26/08/2007
Código do texto: T624616

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Marcelo Antigo). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marcelo Antigo
Goiânia - Goiás - Brasil, 57 anos
34 textos (1434 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/12/17 19:27)
Marcelo Antigo