Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Reincidente


Essa guerra que travo
Trava em trevas desagravos
Essas quedas que caio
Fere-me sobre ferimentos de outras quedas
Sucessivamente

E o pouco que faço não é o suficiente
São pesadelos formados por poços escuros
Pelo desamparo do vazio no qual me precipito
Um vácuo negro que me atrai
Inexoravelmente

Essa peça em que atuo
Que me impele a não pensar
No pensar que constitui
O que seria não vagar
Irresistivelmente

Devora-me o senso do ser
De como seria se o fosse
De como existiria em outro viver
Que sequer povoa minha imaginação
Sucessivamente



Edbar
Enviado por Edbar em 27/08/2007
Reeditado em 27/08/2007
Código do texto: T625910
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Edbar www.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Edbar
Recife - Pernambuco - Brasil, 66 anos
3009 textos (86753 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 05:40)
Edbar