Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A porta dos prazeres...

A porta dos prazeres, imensa...
Mas já antecipo, não compensa!
Apaixona a mente, mata o coração,
Atravessá-la é fácil, é ilusão...

Seus encantos parecem irresistíveis,
São mesmo na verdade impossíveis...
Não é preciso ser cego para passá-la,
É preciso querer estar para encontrá-la...

Suas alegrias, instantes passageiros...
Falsa, torna os sofrimentos verdadeiros...
Tudo o que traz muito mais cobra
E decepção e dor o que nos sobra...

Ninguém colhe de seu jardim, flores,
Pois só há espinhos e suas dores...
Escravos o nome que ela nos dá,
E o pior, nós quisemos estar lá...

Ao homem habitar nesse triste mundo
É chegar ao topo do mais profundo...
É como estar num poço, tampado,
É trocar o certo pelo errado...

Essa porta não tem sequer consolo,
Por isso não entre nela, não seja tolo...
Sua fragilidade a mentira da mágica,
Ela conduz do prazer à certeza trágica...

Sandro La Luna
Enviado por Sandro La Luna em 27/08/2007
Código do texto: T625978

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Sandro La Luna
São Paulo - São Paulo - Brasil
865 textos (70286 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/17 17:30)
Sandro La Luna