Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Meus Desejos

Quero confessar-te uma coisa, mas uma coisa minha.

Um desejo, um único, em uma mulher amada
Que sei hoje viver no ventre da ilusão.
De que me adiantam desejos e desenhos
Sem cores, amores poluídos
Resumindo a esquemas tristes
Tangidos numa aula geométrica.

Queria eu sentir
o sabor de beijos
o calor dos seios
o ardor das juras
o viver das horas
o juntar das mãos

E saber que, do outro lado, alguém me espera...

Mas quem vai me esperar
Antes de eu estar para morrer?

E (que pena!) sou um pobre coitado,
Esperando a hora certa de dizer
A ninguém que eu te amo...

Talvez seja
Triste
Chato
Repetido
Clichê
Dizer que sinto muito.
Fabio Melo
Enviado por Fabio Melo em 29/08/2007
Código do texto: T628455

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Fabio Melo
Santo André - São Paulo - Brasil, 33 anos
799 textos (273344 leituras)
6 áudios (1656 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/12/17 04:55)
Fabio Melo