Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

FILHO PRESO

"Perdoem a minha ignorância
não tenho qualquer merecimento
andando até me afundar na ganância
até parece que perdi todo sentimento
cai na perdição e na grande cilada
nem minha própria família honrei
minha alma silencia e permanece calada
em todos os pecados acreditei
a morte por isso me achou
desesperei e lembrei o que eu lutei
mas Deus acreditou e me salvou
porque se nem eu merecia
mentia e dizia que ele não existia
sei que desrespeitei sua lei
mas nem por isso ele me deixou
por mais que errei
meu Deus, nosso Deus não me abandonou
obrigado por tudo no fundo do coração
não quero que isso seja mais uma ilusão
pois Deus me conforta
não deixa que nada me abale
e que perca a benção"




www.esterfarias.prosaeverso.net







 
Pablo Garcia de Oliveira Branquinho
Enviado por Ester Farias de Oliveira em 30/08/2007
Reeditado em 16/10/2014
Código do texto: T630571
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (transcrição da carta que recebi do meu filho e imagem extraída do google). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Ester Farias de Oliveira
Sobradinho - Distrito Federal - Brasil, 57 anos
234 textos (47986 leituras)
5 e-livros (321 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/17 12:55)
Ester Farias de Oliveira