Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ARLEQUIM DESPEDAÇADO

Oh minha doce colombina!
Por quê você insiste em fazer tudo acabar
Se o coração, seu alvo fixo
não suporta esse seu preciso,
de encantos incivos,  dardejar

se ontem me embebi em sonhos doces,
multicoloridos
no travesseiro fagueiro da maciez
do seu colo

hoje acordei, ainda extasiado,
mas adentrei num pesadelo
ao ouvir você dizer-me com olhos taciturnos,
enviesados para o chão:
“ Quero fazer carreira solo ”

e quanto aos nossos sonhos irisados?
 os “ projetos encantados
por nós dois armazenados,
alvos de extremos cuidados?
acaso já foram arquivados” ?

então foi tudo um sonho enquanto durou:
sem trapaças, sem fagulhas, sem decepções
mas o amor tem dessas coisas,
surpreender incautos e desprecavidos,
corações.




davicartes@gmail.com
poesiasegirassois.blogspot.com
Davi Cartes Alves
Enviado por Davi Cartes Alves em 30/08/2007
Reeditado em 03/10/2007
Código do texto: T630744

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Davi Cartes Alves
Curitiba - Paraná - Brasil
788 textos (71653 leituras)
2 e-livros (115 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/12/17 20:50)
Davi Cartes Alves