Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MISTÉRIO

No cimento frio
o silêncio das palavras
que falam pausadamente
no foco do olhar.
Meu poema sem forma
é um instrumento de protesto.
Enquanto as palavras recriam
os fantasmas derrotados.

Máscaras crispadas
sobre os cômoros
abrem as cortinas
para mostrar tua imagem.
Solitária eu sigo
abrindo portas adormecidas
entre os véus do absurdo.

Sombras sobre a relva
sol que surge no horizonte
vento que invade meu espaço
e eu continuo procurando flores.
Aledir Bristot
Enviado por Aledir Bristot em 31/08/2007
Reeditado em 17/08/2008
Código do texto: T632037

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, desde que seja dado crédito ao autor original e as obras derivadas sejam compartilhadas pela mesma licença. Você não pode fazer uso comercial desta obra.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Aledir Bristot
Passo de Torres - Santa Catarina - Brasil, 75 anos
20 textos (1287 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/12/17 00:13)
Aledir Bristot