Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Composição para sete trombetas

Tocou-se a primeira trombeta.
Houve sangue e fogo,
e terças partes de desespero.

Tocou-se a segunda trombeta.
Um monte em brasa
é o que basta para o mar virar sangue.

Tocou-se a terceira trombeta.
O absinto celestial
embriagou de veneno
e brindou a morte de muitos homens.

Tocou-se a quarta trombeta.
O sol e a lua sangraram
e matou-se para sempre a claridade.

Tocou-se a quinta trombeta.
Abriram o poço do Abismo,
E os gafanhotos vieram se banquetear.
O que eles desejavam era carne humana,
já os humanos só desejavam morrer...
mas apenas os gafanhotos se saciaram,
pois a morte tirou férias de cinco meses.

Tocou-se a sexta trombeta.
Finalmente chegaram os quatro últimos convidados.
Eles cavalgavam cavalos que expeliam
fogo, fumaça e enxofre.
E agora foi a vez de morrer
a terça parte dos homens.

E emudeceu-se a sétima trombeta.
Por que você acha que agora este reino é seu?
Você achou que ia nos assustar com este show ridículo?
Isto tudo foi tedioso e repetitivo,
como um filme que já vimos dezenas de vezes.

As pragas não surgiram
quando abriram selos
ou tocaram trombetas.
As pragas surgiram
Quando nascemos.
Nós somos o nosso próprio Apocalipse.
Azathoth
Enviado por Azathoth em 01/09/2007
Código do texto: T634442
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Azathoth
Belém - Pará - Brasil, 32 anos
42 textos (1167 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/12/17 21:11)