Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Liberdade

Sonhando acordado
Refúgio da alma
Busca por algo inventado
Torpor que tranqüiliza e acalma

Bruta realidade
Animais encoleirados
Dados ao dócil abate

Sonhar é reinventar o todo
Nem todos sonham
Rejeição ao engodo
Possível só àqueles que a si mesmos amam

Apropriar-me de minha vida
Apropriar-me de meu trabalho
Será isso pecado?

Ouvi histórias
Um povo que fazia o seu
Que construía sua própria memória
Não mais na arena de um Coliseu

Desejo minha vida escrever
Com a ponta de minha própria pena
Não mais a outros pertencer

O Homem nasce para a liberdade
As cercas e registros lhe entregam como propriedade
Rasgar registros e romper a cerca
Tentar eu hei, ainda que a vida eu perca

Não aceito o cabresto
Por liberdade até a morte
Ou de mim só o resto

A boa luta: lutarei
Se até a vitória não sei
Até o fim
Até a vida plena ou a morte enfim

Liberdade à minha pena!
Jefferson Andrade
Enviado por Jefferson Andrade em 02/09/2007
Reeditado em 01/01/2014
Código do texto: T634803
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jefferson Andrade
Curitiba - Paraná - Brasil, 39 anos
151 textos (8510 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/12/17 20:50)
Jefferson Andrade