Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MEUS POR QUÊS....

Às vezes, no silêncio, olhando estrelas,
Eu fico imaginando a minha vida,
Fazendo perguntas, de alma abatida,
E, como sempre, não consigo respondê-las.

Onde está a minha doce juventude,
A minha beleza envolvente, tão aceita;
A minha visão maravilhosa e perfeita
Que o tempo cruel extinguiu amiúde?

Onde está a minha pele macia,
O meu corpo esbelto e sedutor,
O fogo ardente da paixão e do amor,
A força que me fez gigante um dia?

Onde estão os meus sonhos e fantasias,
As minhas realizações difíceis, conquistadas;
As minhas mulheres belas e amadas,
Os meus desejos loucos, cheios de magias?

Por que eu tenho que envelhecer,
Me entregar ao martírio das doenças,
À fraqueza das insônias e descrenças
Se a juventude dá alegria e prazer?

Por que eu tenho que morrer
Se o espírito é eterno
E entre o céu e o inferno
O bom da vida é viver?
Carlos Melgaço
Enviado por Carlos Melgaço em 02/09/2007
Reeditado em 03/09/2007
Código do texto: T635194

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Carlos Melgaço
Vitória da Conquista - Bahia - Brasil, 60 anos
1152 textos (33865 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/12/17 16:30)
Carlos Melgaço