Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Palavras à toa

Quantas palavras esperdiçadas
com um amor inútil e inexistente!
Quantas expressões gastas
com um tolo e amargo sofrer!

Quantas lágrimas noturnas!
Quanto desalento!
Tu não tens culpa se eu chorava
enquanto sorrias de amor.

Quantos desejos em versos!
E outro universo de sentimentos
que a caneta não soube escrever.

Sim, é minha culpa
se não te ter me causa dor.
Agora vai, que as lágrimas são pesadas demais pra esconder.
Iran Maia
Enviado por Iran Maia em 07/09/2007
Código do texto: T642191

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Iran Maia
Valença - Bahia - Brasil, 26 anos
53 textos (2364 leituras)
2 e-livros (329 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/17 03:07)
Iran Maia