Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O BILHETE

Estava no chão
Pela manhã
Perto da porta de entrada

Um bilhete
Escrito em folha de caderno
Dobrada

Meu coração
Não sei porque
Bateu em disparada

Abri e comecei a ler
Percebi que nunca lera
Uma letra tão bem desenhada

“ Sou tua eterna fã
E sempre vivi
Por ti apaixonada “

Era só o que se lia
As três frases
E mais nada

Uma sensação maravilhosa
Seguida de decepção
A carta não estava assinada

Oh meu Deus quem será ?
Será uma brincadeira ?
Será alguma piada ?

Ou será uma bela criatura
Tão tímida e meiga
Querendo ser amada ?

Será alguém tão vil
Que viu a minha solidão
E está mal intencionada ?

Ou será uma bela flor
Esperando encontrar o amor
Tão linda e delicada ?

Adormeci e sonhei com ela
Quando acordei já sabia
A dona da carta enviada

Era a vizinha...aquela maluca
Doida...lelé da cuca
Que naquela manhã foi internada !
Sigmar Montemor
Enviado por Sigmar Montemor em 07/09/2007
Código do texto: T642576
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Sigmar Montemor
São Bernardo do Campo - São Paulo - Brasil, 53 anos
1767 textos (291090 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/12/17 14:08)
Sigmar Montemor