Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VÉUS DA VIDA
Juliana Valis




Os véus da vida caem, sem medida, pelo sóbrio vento,

E meu sentimento simples, sem qualquer temor,

Desfalece, assim, na síncope de um verso lento,

Suplicando ao tempo o mais disperso amor... 




Os céus dos sonhos suplantam minha dor, sem calma,

E meu suor se perde em devaneios tantos

Que nem sei em quantos mares essa minha alma

Encontrará seus lares entre risos, prantos...



Se teu olhar se perde em cada foz da vida,

A voz do tempo ecoará em tua alma, assim,

Perguntando ao mundo se haverá saída

Em cada essência humana, do começo ao fim...




Pois somos muito além de qualquer vã matéria,

No amanhã que espera a tempestade em luz,

Vislumbrar sentido é uma tarefa séria

Ou, simplesmente intrépida, no que a vida induz ?



----








Juliana Silva Valis
Enviado por Juliana Silva Valis em 07/09/2007
Reeditado em 08/09/2007
Código do texto: T643155

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o link para o site). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Juliana Silva Valis
Brasília - Distrito Federal - Brasil, 33 anos
3989 textos (886080 leituras)
4 e-livros (1867 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/12/17 13:22)
Juliana Silva Valis