Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SOLIDÃO

Devo ter envelhecido
Percebo pelas lembranças
São tantas!
As flores continuam as mesmas,
As ruas as mesmas
Eu mudei!
Os meninos estão nas ruas
Pipas coloridas no ar
Deve ser agosto
Sinto pelo ar, espremido
Que me chega à garganta.
Parece que preciso de mais tempo
Há algo por fazer
Talvez lavar as calçadas
Abrir gavetas
Limpar a poeira dos livros
Ou da vida?
Não sei em que tempo estou
Tudo parece distante.
A mocidade
A família
Os amigos
O amor
Onde estão?
Um dia, já faz tempo
Falaram de solidão
Dias brancos
O silêncio dolorido
Os ouvidos quietos
A boca sem palavras
A casa vazia,
Só a alma navegando
É isso meu Deus
Estou só!

(poema publicado na edição 1999 do Mapa Cultural Paulista)
Eva Gomes de Oliveira
Enviado por Eva Gomes de Oliveira em 08/09/2007
Reeditado em 13/04/2014
Código do texto: T643288
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Eva Gomes de Oliveira
Jaú - São Paulo - Brasil, 61 anos
242 textos (14945 leituras)
2 e-livros (104 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/12/17 02:34)
Eva Gomes de Oliveira