Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Laranjais Do Sertão

No sertão as estradas têm cor de laranja
Lá onde as luzes da cidade desaparecem
Na tênue linha do horizonte tremulante
Vapor d’água salobra que ressuscita a sede
Do calor causticante de um novo deserto
Esse imenso oceano onde nada tem nome

No sertão as frutas têm sabor de laranja
Lá onde o verde se desmancha em amarelo
Nas súplicas pluviais de preces não atendidas
A fé inexorável que sustenta a terra inóspita
Da penúria do povo que cria um novo sorriso
Para esse grande oratório fustigado pelo sol

No sertão as flores têm olor de laranja
Lá onde dizem que o vento faz uma curva
No limite inatingível que define a inópia
O abandono de quem promete pelo sufrágio
A quem subsiste por um punhado de moedas
Nesse grande mar inundado de areia e pedra

Eu quero te levar para os laranjais do sertão
Lá onde nada é real e tudo é ilusão
Paulo Antonio Barreto Junior
Enviado por Paulo Antonio Barreto Junior em 10/09/2007
Código do texto: T645971
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Paulo Antonio Barreto Junior
Salvador - Bahia - Brasil, 46 anos
417 textos (6233 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/12/17 19:10)