Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Fim De Tarde

Em um pleno fim de tarde
Onde apita a luz verde do cartão
Descubro que nesse mundo injusto
Não existe Salvação.

Dominado pela sombra do poder
Onde o dinheiro é o troféu da calamidade
Pois o suor vermelho do meu corpo
Não salvará a humanidade.

A mancha do caos causado pelo egoísmo
Destrói a saga desse mundo animado
Encobertos por propagandas bonitas
Escondendo a verdadeira cara do diabo.

As cinzas que poluem o meu corpo
Onde o A laranja com o traço verde da esperança
Faz de mim um escravo
E asfixia meu coração.

E desta tenebrosa tarde
Restaram as imagens de seres somenos
Onde deixo em testamento
O dejavú da destruição.
 
Nilmário Quintela
Enviado por Nilmário Quintela em 10/09/2007
Código do texto: T646642

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Nilmário Quintela). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Nilmário Quintela
Salvador - Bahia - Brasil, 31 anos
214 textos (19309 leituras)
1 áudios (707 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/12/17 03:24)
Nilmário Quintela