Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Um novo amanhã

Por quem estará o amanhã?
Cego relógio que para
Cego aquele que o olha e não repara
Forte é a palavra sob emoção
Que consome toda a situação
Voz que cala sem um som
Voz perversa e amarga que destrata este coração
Sem dor, cego, eu vejo a luz sob escuridão.
Cego, surdo e mudo percebo que falar, gritar, não é necessário para expressar.
Amanhã incerto que veio me buscar
Sem aviso e nem demora
Hoje não sei mais qual é ou foi a hora
Só sei que sem pressa eu vou agora
Para um lugar em que não preciso pensar no amanhã.
Michel Arnoso
Enviado por Michel Arnoso em 12/09/2007
Reeditado em 21/10/2014
Código do texto: T648651
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Michel Arnoso
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 35 anos
67 textos (2368 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/12/17 15:43)
Michel Arnoso