Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DESEJO MORTAL

QUERO QUE SABIA QUE SEMPRE VOU AMAR-TE
MINHA DOCE AMADA, VOU MATAR TODAS MINHAS
ILUSÕES QUE SONHEI UM VIVER UM AMOR POR
VOCÊ, AGORA ME DEIXOU SOLITARIO E VAGANDO

POR MUNDOS ONDE NUNCA HAVIA ESTADO ANTES
SOZINHO EM VOLTO A ESCURIDÃO NEBULOSA...
VEJA O QUE FIZESTE EM MEU CORAÇÃO, MATOU
MEU AMOR COM SUAS INCERTEZAS E DUVIDAS

AGORA AGUARDO APENAS A MORTE VIM ME ASSOLAR
JÁ NÃO SINTO MAIS MEU CORAÇÃO BATER, MINHAS
PALPEBRAS ESTÃO PESADAS, MINHA RESPIRAÇÃO
ESTÁ DEVAGAR E MINHA GARGANTA SECA, AQUI

ME DESPEÇO DE VOCÊ COM UMA ENORME TRISTEZA
DE MORRER SEM TER VOCÊ PRA ME CONFORTAR NOS
MEUS MOMENTOS MAIS ANGUSTIANTES QUE VIVI NESSA
VIDA QUE EU LEVEI, AGORA RESTA APENAS UM DESEJO MORTAL!  
POETA ELOQUENTE
Enviado por POETA ELOQUENTE em 12/09/2007
Código do texto: T649662

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Sobre o autor
POETA ELOQUENTE
Marília - São Paulo - Brasil, 36 anos
225 textos (64041 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/17 04:45)
POETA ELOQUENTE