Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SEM VEXAME

SEM VEXAME
Marília L. Paixão

Quem disse que a poesia precisa ser bordada em lenço de ouro e absorvida por um canudinho de prata? Ninguém disse! Mas pensar, ora ou outra, pensamos. Até que descobrimos que a poesia pode ser feita com pedra, areia e arame. Pegamos os substantivos bonitos e pensamos: que se danem! Queremos mais é que o rio de sangue que percorre nossos braços se transforme em letras sem vexame. Assim como ela pode retratar a alegria, só será confortante se também souber mostrar o ser em chamas. Este não reconhece o ouro, não reconhece a prata. Neste estado, qualquer dor mata.
Marília L Paixão
Enviado por Marília L Paixão em 12/09/2007
Código do texto: T649676

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Marília L Paixão
Pouso Alegre - Minas Gerais - Brasil
1075 textos (137857 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/17 15:47)
Marília L Paixão