Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poeta Insano

Ah! busca infinita e sem cor
Sem afeto e desilusão
Tristeza amarga, sem propósito
Sai de mim! doce loucura

Sentimento obscuro, amargo no peito
Palavra, incógnita e perfeita
Somando o tempo com a razão
Crueldade e forma oblíqua

Verdades das veredas de infinitas verdades
Sou eu, um louco, sou eu a lamentar
Óh! beleza interna, que de mim não se afasta
Perdura para o sempre

Buscando a enigmática sensação
Da busca insensata
Que torna-me volúvel
Da minha própria insanidade.

 
Edson Fernandes Theodoro
Enviado por Edson Fernandes Theodoro em 13/09/2007
Código do texto: T651556
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Edson Fernandes Theodoro
Osasco - São Paulo - Brasil, 53 anos
125 textos (9839 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/12/17 22:51)
Edson Fernandes Theodoro

Site do Escritor