Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Pedaços do mundo

O contraste perfeito.
Na existência intrínseca
Se contemplam.
O belo e o feio,
A luz e as trevas.
Perco-me no horizonte infinito,
Vejo o sangue derramado pelo sol
Ficas lua e aprecia este horror
Pois sem tu não haveria dia.

Agora a brisa suave
De uma tenra manhã me toca,
Não a sinto
Cravejado de espinhos está meu corpo,
Cravejado de espinhos está minh’alma.
O dueto desfez-se
O vazio me restou.
Adriano Santos
Enviado por Adriano Santos em 15/09/2007
Código do texto: T653890

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Adriano Santos
Brumado - Bahia - Brasil, 43 anos
19 textos (13458 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/12/17 01:18)
Adriano Santos