Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

As lágrimas de Cristo

Caem  fagulhas d’estrelas tão distantes
Distantes, delirantes devaneios
Estar na procissão, todos alheios
A um mundo d’ilusões que veio antes.

E sua família plena com anseios
Tão mesquinhos, tão feios que o que sentes
É o martírio sem fim d’almas doentes
E a lágrima da virgem entre os seios

Seios com a fria mácula divina
Um parto cabalístico ingrato
Estuprando pureza de menina.

Hoje o padre vestido como um rato
Limpa o sangue infeliz na sua batina
E a cruz de Jesus consuma o ato!
Fabio Melo
Enviado por Fabio Melo em 15/09/2007
Código do texto: T654199

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Fabio Melo
Santo André - São Paulo - Brasil, 33 anos
799 textos (273298 leituras)
6 áudios (1655 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 12:57)
Fabio Melo