Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

alvorecer sozinho

tem dia que não conseguimos
vestir as luvas,
por os sapatos
olhar-se no espelho

porque aquela pessoa
que lhe aparece subitamente
é você,
mas apenas por fora
é o outro que os outros Vêem
é o outro por detrás da imagem
por detrás dos olhos
seus e do mundo

ainda é o outro
soterrado pelas emoções
calado pelas palavras que lhe silenciaram
ao invés de denunciar

tem dia que o vaso torto
de violetas
só lembram os hematomas
de uma briga

e que o mais belo pássaro
cantando lá fora
só faz lembrar a morte da cotovia

tem dia que nada,
absolutamente nada
é representativo
e, tudo é tão reto,
tão liso
e insípto
que a água não sacia a sede
e nem enxagua a alma

tem dia que a chuva  cabe
inteira num copo
que está cheio, repleto da
solidão dos desertos

tem dia que você espia
a própria sombra com desconfiança
e, dorme preocupada em não
mais acordar

e ser muito tarde para se
tentar ao menos ser feliz
de vez em quando
tem dia que o sol
alvoreceu sozinho.
Gisele Leite
Enviado por Gisele Leite em 17/09/2007
Código do texto: T655653
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Gisele Leite
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1671 textos (3753935 leituras)
35 áudios (5088 audições)
25 e-livros (144495 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/12/17 13:47)
Gisele Leite

Site do Escritor