Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ciranda


A perfeita imperfeição que não me abandona
Habita minha alma nostálgica e chorona
A vontade de voltar atrás
Mas a esperança de que mais sou capaz

Coisas que ainda andam ao meu lado
Pois não poderiam fazer parte do passado
Uma aquarela de cores opostas
Tentam ressuscitar as almas mortas

No coração uma eterna ciranda
Assisto a vida de minha varanda
Meus passos se entregam ao cansaço
Um ser escondido espera um abraço
Debora Cavalheiro
Enviado por Debora Cavalheiro em 18/09/2007
Reeditado em 01/10/2009
Código do texto: T657820
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Debora Cavalheiro
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 37 anos
234 textos (19117 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/12/17 07:09)
Debora Cavalheiro