Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O AMANTE DESESPERADO

Na ânsia de fugir do tempo e do espaço,
ENSIMESMADO em seu íntimo de angústia,
Nada consegue em sua luta amorosa,
Mesmo tendo ao seu lado um jardim de rosas.

Os momerntos felizers vividos
Remoem seu coração ferido.
Abraços e beijos sentidos
Afloram seu coração enternecido.

Sua amada amante
Longe, muito longe dele está.
São instantes desesperadores
Que corroem seus sentimentos doridos.

Sua emoção já débil por tantas lágrimas
Invade sua alma sem clemência.
Perduram infortúnios que se agigantam,
Deixando o pobre infeliz na rua das amarguras.

Assim, em vida insossa e plena de desilusões
E encostado a uma parede escura de um restaurante,
O bservando o  vai-e-vem incessante de pessoas que entram e saem,
Sonhava, choramingava furtivamente, numa soturnidade estarrecedora,
Tendo como companheira inseparável a solidão deprimente.


OMEUPAI
Enviado por OMEUPAI em 22/09/2007
Código do texto: T664117

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
OMEUPAI
São José do Alegre - Minas Gerais - Brasil
5 textos (290 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/12/17 21:22)