Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Deixa estar...

Além da vidraça das minhas janelas
não há ninguém
nada eu vejo

Não chove
não venta
e nada se move

A palavra nada pergunta
e não assunta o caminho
que persegue-se indefinidamente

Há falta de vida aqui dentro de mim?
Há um tempo que se finda?

São quinze para as nove
e, por sorte, é cedo ainda...
Hélio Pequeno
Enviado por Hélio Pequeno em 25/09/2007
Reeditado em 05/11/2007
Código do texto: T667989

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Hélio Pequeno
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 59 anos
384 textos (14249 leituras)
8 áudios (283 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/12/17 20:55)
Hélio Pequeno