Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Praça Sem Flores

Ele entrou na praça sem flores
E escorregou num brinquedo
Imaginário, que o levou
A um lugar de horrores,
Onde gritos e gargalhadas
Se misturavam
Feito corpos
Mutilados de guerra.

Ele chorou lágrimas dos santos,
dos mártires de um tempo difícil,
Onde as cadeias
Eram buracos sombrios,
Tão gélidos,
Que faziam arrepiar os humanos.
Ele foi força e fraqueza,
Alegria e tristeza,
Ele foi tudo o que se pode imaginar.

Ele entrou na praça sem flores
E se perdeu no labirinto da vida.
Depois disso, dele ninguém
Ouviu mais falar.

Gláucia Ribeiro (27.09.2007)


Glaucia R Lira
Enviado por Glaucia R Lira em 27/09/2007
Código do texto: T671256

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original ((Gláucia Ribeiro)). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Glaucia R Lira
Brasília - Distrito Federal - Brasil
1682 textos (91448 leituras)
5 áudios (550 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/12/17 05:03)
Glaucia R Lira