Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sobre O Que Ninguém Sabe

Como se postar diante da TV
E não ter vontade de partir
Para outro lugar longe daqui
Longe da mentira de só ser
É tão difícil realizar planos
Mais fácil é sonhar acordado
Não quero ficar acomodado
Vendo os dias virarem anos

Ninguém sabe como sonhar
Algo concreto sem ser abstrato
Não vou deixar restos no prato
Fechar os olhos para repousar
Quando o sonho vira pesadelo
Não adianta alimentar a chama
De que vale gritar sobre a cama
Se a resposta não vem com desvelo

Essa incerteza me atormenta
Como um nó atado na garganta
Se hoje sonho em regar a planta
Amanhã o jardim não me contenta
Tudo é simples na mente aberta
Mas é tão fácil fechar a porta
A chave fica numa estrada torta
Sonhar se torna uma sina incerta

Não quero deitar no sofá da sala
Esperar que o tempo mate a charada
Mesmo quieto continuo na parada
Preparando a voz que ninguém cala
Quero correr em direção da meta
Atingir o alvo na minha cabeça
Conquistar antes que eu me esqueça
De que a vida passa em linha reta
Paulo Antonio Barreto Junior
Enviado por Paulo Antonio Barreto Junior em 28/09/2007
Código do texto: T671934
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Paulo Antonio Barreto Junior
Salvador - Bahia - Brasil, 46 anos
417 textos (6233 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/12/17 13:19)