Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Crises Existenciais

Nas minhas crises existenciais
Sinto medo de olhar para frente
De ficar perto de gente
Minhas pernas não querem
Andar na direção do futuro
Não existe futuro, apenas o vazio
Eu rio para não chorar

Nas minhas crises existenciais
Perco a vontade de pular da cama
De amar quem me ama
Meu coração não contenta
Torna-se pedra de tão duro
Só quero solidão, um suspiro tardio
Eu choro para não dormir

Nas minhas crises existenciais
Não vejo nada no meu caminho
Sou um estranho no ninho
Meus pensamentos escurecem
Não há luz, somente um muro
Que me separa da realidade, vida vil
Eu durmo para não morrer
Paulo Antonio Barreto Junior
Enviado por Paulo Antonio Barreto Junior em 28/09/2007
Código do texto: T671937
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Paulo Antonio Barreto Junior
Salvador - Bahia - Brasil, 46 anos
417 textos (6233 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/12/17 23:08)