Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
AFINAL DE CONTAS...


Você pode ficar calado – alienado,
Com as atrocidades que acontecem,
Ao seu redor – esperar o pior,

Você pode abrir um sorriso,
Se sentir no paraíso,
Mesmo estando “no inferno”,
Receber o abraço fraterno,
Do anjo corrupção.

Você pode levantar as mãos,
Aplaudir de pé – com toda fé,
O descaso (que não por acaso),
Foi lhe ofertado – com todo cuidado.

Você pode ser agradecido,
Envaidecido por saborear,
Com ótimo paladar,
Todo santo dia,
O banquete da hipocrisia.

Você pode dizer amem,
...E passar bem.
--------------
Afinal de contas...
Não é da minha conta,
Se no seu país que não é nação,
Você não exerce o papel de cidadão.
DELEY
Enviado por DELEY em 28/09/2007
Código do texto: T672688

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
DELEY
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
4980 textos (188712 leituras)
4 e-livros (1657 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/12/17 21:18)
DELEY