Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Amor

Rasga
a derme pálida e profana,
d'onde brota o sangue
como rosas imundas,
que belo jardim dilacerado!

Corta
a carne podre e humana
ouve o grito?
ouve a musica que jorra da artéria exposta,
qual sinfonia, qual orquestra
seria mais infernal e doentia?
e qual delas, afinal, seria a mais bela?

Máculas,
profundas máculas pestilentas,
infecta ferida no peito aberto e desnudo.
E sangra, crua
não procure a lâmina
é apenas amor.
Michelle Angel
Enviado por Michelle Angel em 03/10/2007
Código do texto: T678713

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Michelle Angel
Pedreira - São Paulo - Brasil, 29 anos
17 textos (474 leituras)
1 e-livros (31 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/12/17 12:19)
Michelle Angel