Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Perdão por ser um homem qualquer

Quando o fulgor dessas estrelas se apagar,
E o seu amor com essa lua cair,
Perdão por ser um homem qualquer
Que sem querer chorar,
Se quer consegue sorrir.

Se correres para o infinito do mundo
E o fim que está próximo nunca chegar,
Perdão por ser um homem qualquer,
Que só por um segundo,
Te ama, e não pode te Amar.

Assim que a noite penetrar em nós
E o dia tentar tirá-la da nossa cama,
Perdão por ser um homem qualquer,
Que num instante de erguer a voz,
Grita aos quatro ventos que te ama.

Se finalmente puderes me ouvir,
Vos realmente sabereis o que quer,
Mas quando vires que nao sou mais um menino,
Perdão por já ser um homem,
Perdão por ainda ser um qualquer...

Dnogueira
Enviado por Dnogueira em 03/10/2007
Reeditado em 03/10/2008
Código do texto: T678873

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Dnogueira
Recife - Pernambuco - Brasil, 27 anos
22 textos (1812 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/17 00:30)
Dnogueira