Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TELEFONE MUDO...

Quando a saudade invade o meu viver insone
E à voz que me pranteia o olhar triste e fixo!
As pernas me conduzem rumo ao telefone,
E os dedos, me traindo, discam teu prefixo...

Ao ouvir teu "alô", meu corpo treme e sua
E a face ver brotar à lágrima primeira...
A dor do rompimento manda que eu te exclua
E a voz do coração ordena que eu te queira...

Espera... Eu ouço um "Trimm" e minh'alma se abala
Vôo literalmente do quarto pra sala
Querendo tão somente uma palavra tua...

Que bom qua a tua alma não é vingativa,
Pois quero que tu uses da prerrogativa,
-Tomara que essa voz que eu ouça seja tua...

 

Nizardo Wanderley
Enviado por Nizardo Wanderley em 03/10/2007
Código do texto: T679054

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Ex: cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Nizardo Wanderley
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil
679 textos (93002 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/12/17 03:13)
Nizardo Wanderley

Site do Escritor