Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

QUANDO EU FECHAR OS OLHOS

Quando eu fecho os olhos,
Talvez seja apenas para
Descansar o meu olhar
Cansado, lacrimoso, vermelho.
Talvez esteja vagando,
Viajando... pelos mais
Remotos lugares do planeta.

Quando eu fecho os olhos,
Talvez esteja num momento
De introspecção, oração...
Em busca da paz interior.
Talvez esteja passando
Na tela da minha memória,
O mais belo filme de amor.

Quando eu fecho os olhos,
Talvez esteja relembrando
Inesquecíveis momentos.
Os teus lábios molhados...
Talvez esteja sentindo o toque
Da tua mão em minha pele.
E o teu doce beijo na minha face.

Quando eu fecho os olhos,
Talvez esteja revivendo momentos
Ardentes, vorazes, delirantes...
E provocando em mim, o prazer.
Talvez esteja pondo em evidência
A imagem do teu corpo sedutor.
E tentando decifrar-te, amar-te...

Quando eu fecho os olhos,
Talvez invada-me, a emoção.
A sensibilidade tome conta de mim...
E role pelo meu rosto uma lágrima.
Talvez esteja... fechando os olhos
Pelo fato de estar com sono.
Quem sabe exausto, cansado...

Quando eu fecho os olhos,
Talvez já seja madrugada.
E a insônia já tenha sido
Vencida pelo desejo de sonhar.
Talvez seja para não mais abrí-los.
Não quero homenagens póstumas.
Então não terei mais arrependimentos.

Marcos Aurélio Mendes
Enviado por Marcos Aurélio Mendes em 04/10/2007
Código do texto: T680422
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marcos Aurélio Mendes
Jussara - Bahia - Brasil, 52 anos
443 textos (35891 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/12/17 07:25)
Marcos Aurélio Mendes