Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Canção Do Eterno Retorno

Quisera eu um dia ouvir apenas a verdade
E me alegrar com seu sermão
E caminhar de mãos dadas pela vida
Todos nós: amigo, filho, pai, mãe, irmão

Quisera eu viver todos os dias na plenitude
Como se fossem últimos, unicamente,
Até mesmo as segundas-feiras chuvosas
Pois chuva e sol são apenas estados da mente

Quisera eu deixar de lado os problemas pequenos
E pô-los no seu devido lugar, ao lado,
Pois tudo que é pequeno tornar-se-á grande
Se quisermos imaginá-lo como algo desmesurado

Quisera eu decretar que tudo será permitido
Com única exceção: fazer maldade
E acreditar que o amor é a carta magna
Que regerá a liberdade no seio da humanidade

Quisera eu enxergar beleza onde não a vejo
E dizer que o mundo é perfeito
Mesmo de olhos abertos poder sonhar,
E de olhos fechados, consertar o que tem defeito

Quisera eu pronunciar sem erros a palavra paz
Em todas as línguas, com adorno,
E multiplicar os pães entre todos os povos
Fazer do bem a condição filosofal do eterno retorno
Paulo Antonio Barreto Junior
Enviado por Paulo Antonio Barreto Junior em 05/10/2007
Código do texto: T681337
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Paulo Antonio Barreto Junior
Salvador - Bahia - Brasil, 46 anos
417 textos (6233 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/12/17 18:26)