Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ABISMO

O mundo abriu entre nós algo esquisito
Um buraco negro, profundo, infinito
Que fez nossa felicidade debandar.
Foram momentos de incompreensão e insensatez,
Ciúmes loucos, desvarios, estupidez,
Renhidas discussões, abandono, penar...

Nossas vidas brutalmente separadas
Fragmentando sonhos, conquistas irrealizadas:
Meros desejos morrinhentos;
Nossa casa atirada ao léu
Transformou-se no roto mausoléu:
Paraíso de animais peçonhentos.

Nossa cama outrora magistral
Palco de loucura surreal
Acolhe a sujeira do tempo;
Nossa sala de estar, nossa rede
Não percebem que nossos rostos na parede
Ainda riem sem sofrimento.

Distantes, buscando novas emoções
Ignoramos que nossos corações
Foram traídos pelo egoismo;
Heterogêneos como céu e inferno
Nunca mais nosso amor será eterno
Porque entre nós há um abismo.

Carlos Melgaço
Enviado por Carlos Melgaço em 05/10/2007
Código do texto: T681813

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Carlos Melgaço
Vitória da Conquista - Bahia - Brasil, 60 anos
1152 textos (33864 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/12/17 23:08)
Carlos Melgaço