Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

EXTREMA SOLIDÃO

Em extrema solidão digo-lhe,
Que não te quero mais,
Que não vou te amar mais,
Mas tudo não passa de solidão,
Pois se eu o tivesse comigo,
Te diria o quanto te quero comigo,
O quanto te amo e preciso de ti,
Porem não o tendo e na solidão

A ira vem forte sobre mim
Cegando-me completamente
E ferindo a minha alma,
o que me causa esta revolta
De querer afastá-lo de mim
Quando ele aparece de repente
como se nada acontecesse
É a solidão me da idéias loucas

Pois sinto firmemente que
Tenho que machucá-lo muito,
com palavras negando seu amor
Para que ele sinta na pele
O que é ser negado na hora que
Mais precisamos de amor
Sim furiosa chego a dizer tudo
Que me vem na minha cabeça,

Só que depois me arrependo,
Por ter-lhe causado esta dor
O que me causa uma dor maior
Pois na verdade queria apenas
Amá-lo sem impedimentos algum
Tendo-o sempre pronto para me amar
Com paixão, com desejos e amor
Pois hoje o que tenho é extrema solidão
 
Glaucia Duarte
Enviado por Glaucia Duarte em 08/10/2007
Reeditado em 30/07/2009
Código do texto: T685118

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Glaucia Duarte
Caraguatatuba - São Paulo - Brasil
1956 textos (253433 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/12/17 13:59)
Glaucia Duarte