Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CHOVE, CHUVA!

           

Chove, chuva benfazeja,
vem molhar o meu roçado!
Logo,  à noite,  vou à igreja
agradecer o ganhado.

Chove, chuva, devagar,
faz brotar meu arrozal!
Mais tarde,  vou capinar
meu grande canavial.

Chove, chuva, sem parar!
Vem dar vida à hortaliça.
Que depois vou trabalhar,
eu não sei o que é preguiça.

Chove, chuva, pra valer.
Faz crescer o meu feijão.
que terei o maior prazer
de tirar o mato com a mão.

Chove, chuva companheira!
Vem dar viço ao nosso milho.
Traz também pra terra inteira
grande força e muito brilho.

Chove, chuva que dá vida,
não judia assim mais não.
Vem trazer água e comida
pra essa gente do sertão!


Gilka Vilela Rangel
Enviado por Gilka Vilela Rangel em 08/10/2007
Código do texto: T685749

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Gilka Vilela Rangel
Divinópolis - Minas Gerais - Brasil
11 textos (951 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/17 00:55)