Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

E se eu morresse hoje

E se por um desses acasos que a vida apronta
Eu morresse hoje.
O que afinal de contas da vida eu levaria?
Que certezas teria?
Que tarefas incompletas deixaria?

Com certeza levaria a certeza de ter vivido alegrias,
De ter feito as coisas que eu queria.
De ter os amigos que eu devia.
De ter amado o amor que eu gostaria,
Talvez não da forma como deveria.

Mas, do mesmo modo, levaria a certeza de não ter feito tudo que devia.
De ter escutado as pessoas que não deveria,
Na hora que não podia.
De ter feito sofrer quem não merecia.
De não ter dito as palavras que queria,
Por medo ou agonia.

E se eu morresse hoje?
Quem diria as palavras que eu gostaria?
Quem faria os amigos que eu faria?
Quem ensinará as coisas que eu ensinaria?
Quem consolará aqueles que eu consolaria?
Quem amará a quem que eu amaria, e sobretudo, da forma que eu amaria?

Não!
Não morrerei!
Não desistirei assim tão fácil!

Há vida ainda em mim.
E se vivo estou,
É porque ainda tenho tarefas a cumprir,
E as cumprirei.
Tenho amigos a fazer,
E os farei.
Tenho lágrimas a enxugar,
E as enxugarei.
Tenho palavras de consolo a dar,
E as darei.
Muita coisa a ensinar,
E as ensinarei,
Um amor a amar (ou continuar),
E o amarei.
Mas, sobretudo, muita coisa a aprender,
E aprenderei.

E desta vez,
Não mais farei do modo que fiz,
Não escutarei aqueles a quem não devo.
Se sou eu, e mais ninguém, que sinto minhas dores e alegrias,
Então, doravante em diante, só farei aquilo que me convier,
Aquilo que certo me parecer.
Não deixarei que nada e nem ninguém sejam senhores do meu destino.
Isso só cabe a mim e a Deus.

Vou sim!
Vou lutar com todas as forças que ainda me restam.
Deus não me quer ainda,
Não cumpri plenamente a minha missão,
E com certeza não aprendi o bastante.
Há muito por fazer.
Vou à luta!

Marlon Oliveira

Marlon Oliveira
Enviado por Marlon Oliveira em 09/10/2007
Código do texto: T687186

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marlon Oliveira
Imperatriz - Maranhão - Brasil, 45 anos
23 textos (1256 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/12/17 01:37)
Marlon Oliveira