Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

"MINHA MUDEZ"

O que as vezes me doi,é o entalar da mudez.A sufocação do não(poder) dizer me agride,para não agredir.
Não revido aos alaridos dos hipocritas, para não tornar-me de forma igualitária, o seu comportamento.
Não pretendo herdar dos imbecis, a falação ôca, pois com estes nada me serviria como aprendizado.
Reflito em cada frase despejada em meus ouvidos, e tal qual analitico do divã da vida, penero aquilo que realmente merece percepção.

Tenho a necessidade de aprender, para, convicto desse aprendizado poder um dia ensinar.
Afinal, um semeador de trigo não sonhará jamais com uma farta colheita de pedras.


Faz-me sábio peito meu, jorra em mim abundantemente á compreensão daquilo que não vejo, e que eu siga absorvendo o que venha enriquecer a minha existência.
Já me vejo (e assim me sinto) aprendiz de sabedor quando freio a lingua e acelero o saber calar.

Afinal, se não puder expressar o verdadeiro sentir, meditarei na oração do silêncio e não estarei proximo, se bradares de forma louca, o valor do teu egocentrismo.
CARLOS SILVA POETA CANTADOR
Enviado por CARLOS SILVA POETA CANTADOR em 12/10/2007
Reeditado em 01/03/2008
Código do texto: T691533
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
CARLOS SILVA POETA CANTADOR
Cipó - Bahia - Brasil, 54 anos
182 textos (9572 leituras)
3 áudios (333 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/12/17 01:09)
CARLOS SILVA POETA CANTADOR