Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Como sempre...

Há coisas que a vida vem nos presentear
E nós não poderemos mais negar...
Já somos tão maduros, temos que aceitar...
Nós mesmos nos colocamos, neste lugar

E eu como sempre já tentei fugir...
E quase desabei quando não consegui...
No fim eu percebi o que era a prisão...

Era a culpa e o destino na contra mão...
Eram as lembranças e o coração...
Era o sonhar... e o desejar...
O medo e minha emoção.

Eu sempre vi o mundo inteiro a cantar...
E até cantei unido sem parar...
Ultimamente tenho tido tanto amor...
Para dar e receber... sem pensar....

E eu como sempre já tentei parar...
E quase desisti ao decidir falar...
E minhas mãos não param de tremer...

A vida é assim, uma loucura...
Um doce veneno, uma aventura...
E um chorar, um falar... palavras vãs a se espalhar...
Daiane Rodrigues
Enviado por Daiane Rodrigues em 12/10/2007
Código do texto: T691688

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Créditos (criação): Daiane Rodrigues. - Não é permitido usar esta obra para qualquer fim sem a permição da autora.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Daiane Rodrigues
Américo Brasiliense - São Paulo - Brasil, 28 anos
392 textos (25863 leituras)
1 áudios (108 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/12/17 00:49)
Daiane Rodrigues