Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sorumbático

A certeza que tenho em minhas palavras,
São negadas pelo fito do meu olhar,
Já não sei se sigo em frente,
Ou se paro para depois voltar,

O coração se cala friamente,

Acordo e vejo o dia diferente,
Reparo na cor das flores da árvore,
Do banco da praça logo em frente,
Coisas que já não via, não sentia,

Abro os olhos e mundo já mudou,

Parece que o fim enfim me alcançou,
Aos poucos sem saída, esvazio,
A minha mente e um pedaço do meu coração,
Minhas lembranças tristes, infelizes,

Estas não consigo que se vão,

Não sei se serei capaz de caminhar,
Meus pés descalços sempre tiverem,
Um chão macio e terno para pisar,
Uma mão bem leve e me guiar,

A dor do fim, sem querer, é agora a mão a me levar.
Vavelar
Enviado por Vavelar em 16/10/2007
Código do texto: T696405
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e colque link para página original.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Vavelar
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 31 anos
68 textos (5767 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 03:50)
Vavelar