Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Passageiro

Eu sou frio
e calculei cada passo
fingi cada erro
comemorei cada acerto
no meio dos seu lábios

Fui quente porque quis
calei quando propício
fingi amor quando necessário
da mesma forma que fingiu
por mais de uma vez, orgasmos

Cala-te agora
por que finge que chora?
Pensa que não sei o nome dos outros
com que traiste-me na cama

Grite para todos
dance em cima da mesa
finjamos que sou um demônio
e que te comi como sobremesa

Se a faz sentir-se melhor
xingue-me
Indiferente seguirei minha vida
sem lembrar que você passou por ela
será sempre aquela

Que esqueci o nome
que não lembro-me do cheiro
ela tinha algum sobre nome?
não lembro, foi, passageiro
Paulo Gomes
Enviado por Paulo Gomes em 19/10/2007
Código do texto: T700579
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Paulo Gomes
São Paulo - São Paulo - Brasil, 30 anos
107 textos (3127 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/12/17 07:54)
Paulo Gomes