Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Pequeno grande homem

Criança? Quem dera, deixou de ser a muito,
Hoje é mais um entre tantos no mundo,
Desde cedo teve que crescer, para não padecer,
Queria um lápiz na mão, mas lhe deram um facão.

Quem o dera ter brincado, ter sorrido,
No rosto, só se traduz à expressão do esforço,
Com as marcas no corpo, de um mundo cruel,
Talvez como o pai, tenha ido pela mesma trilha.

Mais um alienado, mais um pobre coitado,
Sem saber o que fazer, fazendo sem saber o que,
Explorado e castigado, simplesmente por nascer,
E aqueles que o castigam, não querem nem saber.

Tudo isso em busca do que?
Sem ter o que comer, ele busca sobreviver,
Do outro lado, porém, não há um principio honroso de se ver,
Somente uma ganância implacável de se abster.
Dom Marquez del Malte e Cevada
Enviado por Dom Marquez del Malte e Cevada em 19/10/2007
Código do texto: T701273

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Dom Marquez del Malte e Cevada
Rio Branco - Acre - Brasil, 29 anos
2 textos (59 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/12/17 16:03)
Dom Marquez del Malte e Cevada