Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Solidão

                Solidão

Solidão, portas para a tranqüilidade ou para a depressão?
Quantos pensamentos vagueiam em meio ao silêncio
Na busca incessante de respostas ou explicação
Permutando-se a tal velocidade num compêndio
De idéias sem qualquer conexão

A mente, lugar comum
Espanta-me tamanha capacidade
Em guardá-los, não importando a celeridade
Repassando-os, sem esquecer-se de nenhum

Alguns permanecem latentes.dia após dia
Desprezando as nossas vontades
De tirar-lhes com tanta ansiedade
Já que pouco ou nenhum bem fazia

Solidão, portas para a tranqüilidade ou para a depressão?
De quantas em quantas horas se repetem
Os bons e maus pensamentos?
Proporcionando-nos como que com prévio entendimento
Hora tranqüilidade hora depressão
Solidão...
André Luiz Ribeiro
Enviado por André Luiz Ribeiro em 20/10/2007
Código do texto: T701848

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
André Luiz Ribeiro
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 50 anos
59 textos (4472 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/12/17 22:51)
André Luiz Ribeiro