Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TRANSPARÊNCIAS



Aqui  dentro  eu grito
a verdade.
O azul transparente,
o verde e o violeta que
ardem em  mim.
Aqui  dentro  eu choro
liberdade,pois gente vermelha
me cansa a vista...
Me dói na carne e na alma.
Aqui, no precipício que
me assusta,eu sou cristalina.
Minha pele clara reclama
do sol,mas a alma agradece
céu azul e noites estreladas.
Procuro gente transparente,
olhos que me espiem por dentro.
E a vida vai passando,com gosto
de vida que molha a garganta e
mata  a sede.

LuciAne 20/10/07
17:44
poesia on-line
Luciane Lopes
Enviado por Luciane Lopes em 20/10/2007
Código do texto: T702622

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Luciane Lopes
Mirassol - São Paulo - Brasil, 46 anos
1215 textos (60546 leituras)
47 áudios (3088 audições)
1 e-livros (120 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 07:43)
Luciane Lopes