Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MINHA CASA!

Minha casa é um cantinho
Para todos receber

Pode à minha porta bater
Homem rico ou pobrezinho!

Jamais farei distinção
Pois não sou de mordomias

Lá voltarão outros dias
Os que a minha casa vão!

Se alguém lá me for pedir
Qualquer pedaço de pão

É com fé no coração
Que sai decerto a sorrir!

Gosto de ter a casa cheia
De familiares e amigos

Não tenho medo de perigos
Recebo também gente alheia!

A quem a minha casa for
Terá conforto,pode crer

Terá água pra beber
Não lhe faltará amor!

Arranjo sempre manjar
Mesmo sem ter esperado

Faço isso de bom grado
Aos que estarão pra chegar!

Terei sempre a porta aberta
Para quem quiser entrar

Devem-se bem comportar
Isso será coisa certa!

Recebo um cego ou um velhinho
Qualquer surdo ou qualquer mudo

E vou tentar quas etudo
Para sentirem carinho!
O Poeta Alentejano
Enviado por O Poeta Alentejano em 21/10/2007
Código do texto: T703367
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
O Poeta Alentejano
Portugal, 50 anos
855 textos (13831 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/12/17 02:03)
O Poeta Alentejano