Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DIFERENÇAS




Do meu canto ouço um pranto,
São ágrimas que brotam, sem cessar!
Lágrimas de dor, pelo filho perdido.
Lágrimas por ver um filho ferido.

Do desencanto por não ter um canto,
Lágrimas, simplesmente, lágrimas,
Da vidraça vejo, também risos,
Risos de alegrias, risos de satisfação,

Risos de paixão, risos de felicidade!
Da janela vejo semblantes lindos,
Uns sérios, felizs, já outros nem tanto.
Alguns que riem, como a esconder algo.

Almas sofridas, saudosas, tristes, alegres
Almas que sofrem, que riem e vivem por viver.
Vivem o que podem, como podem mas buscam
O encanto de um sorriso, um gesto de alegria.

Vivem porque lutam, constantemente,
Buscam vida, gritam por paz, querem amor...
Entre uma lágrima e outra, um sorriso maroto,
Um sorriso disfarçado, um sorriso amargo!

Vindo do constrangimento das diferenças.
Dos sonhos, dos desalentos, das surpresas.
E lutam tentando equilibrar os dois lados
De um lado sonhos, do outro a realidade!

De um lado mentiras, do outro a verdade.
Misturas de sentimentos escondidos,
Contidos, retidos, presos na garganta,
Uns vivendo a esperança do SIM..

Outros menos afortunados só conhecem o Não
Vivem na incerteza de um novo dia, e assim seguem,
Caminhando em busca do pão, do chão,de uma mão amiga,
Procurando manter os sonhos, cobrando da vida a solução...


23-10-2007
fama
fama
Enviado por fama em 23/10/2007
Reeditado em 13/04/2016
Código do texto: T705735
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
fama
Fortaleza - Ceará - Brasil
353 textos (17136 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/17 21:42)
fama