Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

INSTÂNCIAS DA ALMA

Procuro respostas
Para o que não quer calar em mim,
Para as dúvidas que me atormentam,
Para as emoções que me dominam.
Quero ouvir o que não é possível,
Saber do que não é verdade.
Quero respostas para deleitar-me
Na insensatez de um sonho.
Procuro em ti o impossível,
Quiçá as derrotas de incertezas tantas,
Ou vitórias de certezas brandas.
Venço-me neste eterno conflito
Como a guiar-me o mundo
Num grande abismo
Que me leva à escuridão,
Onde eu me calo num grito,
Pois que nada faz sentido
Na minha vã existência.
Ficam-me as perguntas sem respostas,
Ultrajando meu coração
Como se fossem drogas
E me tirassem a razão.
Vago sem destino,
Minha alma quer o silêncio,
Mas meu coração interroga e aguarda aflito
Por respostas que não chegam,
Por palavras que se desencontram,
Por sonhos que se desmoronam,
Por um amor que não existe,
Pois nada em mim parece ser real.
Vejo em mim uma luz que se apaga,
Sinto em mim a fúria do nada
A devorar-me a consciência
Da completa inconsciência,
Já fora estou da minha razão.
Loucura minha talvez,
Que sem perceber me falece a alma
E impede-me o pranto, fecha-me os olhos,
Abandona-me o sorriso
E simplesmente me deixa partir,
Como se eu nada fosse,
E nunca houvera existido.
Loucura minha, com certeza,
Pois nada disso faz sentido,
E de tudo ficam as dúvidas
E nada mais me é permitido.

By Denise Nogueira, em 23/10/2007
Despecial
Enviado por Despecial em 23/10/2007
Código do texto: T706451
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Despecial
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 58 anos
352 textos (17309 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/12/17 16:31)
Despecial